Voice User Interface (VUI)

É um recurso que irá permitir que o usuários controle dispositivos e computadores com o uso de voz, por isso o termo usado de Voice User Interface (VUI) pois se trata de uma interface de usuário em voz.

Uma VUI (Voice User Interface) utiliza o reconhecimento de fala para entender comandos falados e responder perguntas e, normalmente, texto em fala (TTS – Text To Speech) para reproduzir a resposta. Um exemplo é a Alexa, um serviço de voz da Amazon.

As experiências com essa interface de voz oferecem uma maneira mais rápida, fácil e agradável de executar tarefas. Sendo que as VUIs estão cada dia mais inteligentes, pois utilizam de IA (Inteligência Artificial) e são capazes de aprender os padrões de fala dos usuários e de construir o seu próprio vocabulário.

O VUI com o passar dos anos não será apenas um assistente pessoal, pois será capaz de entender necessidades atuais dos usuários e prever também as futuras interações.

Os designers precisam se concentrar em entender todo processo de comunicação entre o sistema e o usuário, se baseando no comportamento interativo do sistema com o  usuário final, sendo fundamental entender que uma interface é como uma ponte, e nesse caso, temos o usuário de um lado e o sistema de outro para serem ligados. Lembrando que é preciso sempre ter uma alinhamento entre a jornada do consumidor e o negócio. 

Como citamos, a VUI pode tornar uma interação mais amigável, intuitiva, mas para isso é preciso prever algumas situações e garantir que o usuário se sinta seguro durante essa experiência, evitando enganos simples e que soem como respostas infantis ou muito robotizadas, a simplicidade no processo é importante pois evita complicações. 

Podemos dizer que a VUI irá promover uma revolução na forma que interagimos com as máquinas e, em consequência, com a IA (Inteligência Artificial).  Ainda há muitos avanços a serem feitos, mas estamos caminhando rápido nesse jornada. 

A muitas variedades de contextos em que a VUI tem sido usada, e tudo indica que será um dos responsáveis pela próxima revolução nesse cenário computacional, pois cada vez mais serão integradas a produtos,  nos próximos anos!